quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Holanda e Fabril são os novos campeões codoenses de handebol

Holanda: campeã codoense de handebol 2014
Os  campeonatos codoenses de handebol feminino e masculino tiveram seus campeões conhecidos na noite de ontem, 10/12, no ginásio Carlos Fernando.

Com a presença de um bom público, enfrentaram-se pela decisão feminina, Pitchula e Holanda. Esta úlltima estreiou neste campeonato e chegou até a final com a desconfiança dos torcedores, pelo fato de ter vencido as últimas partidas por WxO. No entanto a falta de rítmo de jogo não ocorreu, pelo contrário, a equipe do Holanda manteve-se sempre a frente do placar com dois ou três gols, e mesmo perdendo no segundo tempo uma de suas melhores atletas, a Educadora Física, Karla Sousa, que sofreu uma luxação no ombro esquerdo, não diminuiu sua intensidade de jogo e sagrou-se campeã ao vencer a esforçada equipe Pitchula por 22x21.

Fabril/GHC: campeão codoense de handebol 2014
Na disputa masculina as equipes co-irmãs, Batista (equipe infanto 2015) e Fabril/GHC (ex-alunos-atletas do Batista e cia) que sempre treinam juntas, proporcionaram um jogo de alto nível técnico e tático, com belas jogadas  e muitos gols. E prevaleceu a experiência do Fabril/GHC que sagrou-se campeão. As duas equipes são treinadas pelo jovem porém experiente e vencedor técnico Genilson Freitas.

O desportista, empresário e atleta Márcio Esmero que patrocinou as duas equipes campeãs, foi homenageado por três das quatro equipes finalistas, pelo seu aniversário e por sua dedicação e incentivo ao handebol e às referidas agremiações.
Atletas homenageando Márcio Esmero

A LICOHAND (Liga Codoense de Handebol) premiou as equipes finalistas com troféus e premiação em dinheiro.

O campeonato codoense de handebol 2014 termina com a sensação de objetivos alcançados: resgate de competições; retornos de atletas que estavam aposentados por falta de competições; participação de equipes escolares com o objetivo de ganho de experiência para jogos escolares 2015; surgimento de novas equipes; resgate do público que não tinha equipes e nem torneios para torcerem e acima de tudo o resgate deste tão importante esporte que em nossa cidade vinha sendo praticado somente nos jogos escolares.

Atletas, equipes, torcedores e patrocinadores aguardam com ansiedade que logo que comece o ano novo, inicie-se também novas competições no handebol codoense.

Fredson Ricardo - CREF 217/g-PI


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Poste aqui seu comentário sobre a matéria acima.