segunda-feira, 17 de abril de 2017

Ginásio Poliesportivo é inaugurado com Torneio de Futsal

Torneio de Futsal Feminino
Foi inaugurado na manhã de domingo, 16/04/2017, fazendo parte das festividades de 121 anos de Codó, o ginásio poliesportivo Homero Herbeth, situado no Conjunto Habitacional Vereda.

Na ocasião compareceram várias autoridades políticas, como o Prefeito Francisco Nagib, o Superintendente de Esportes, Junior Goiabeira e a Diretora da Escola Adoaldo Gomes, a qual ginásio está vinculado, Professora Gorete, dentre outros.

Após o descerramento da placa e o tradicional corte do bolo, o ginásio teve um jogo festivo entre os alunos da Escola Adoaldo Gomes, que é a entidade que será responsável pela conservação e manutençao do ginásio.

Na sequência houve o Torneio de Futsal Masculino e Feminino. No masculino, oito equipes escolares da categoria sub 17, fizeram grandes jogos que terminaram com o Renê Bayma como campeão e Colégio Olympus como vice.

No feminino, oito equipes sem limite de idade, conquistaram o público presente com lindos gols e excelentes jogos, culminando com o título do Primavera e tendo a equipe infanto do Colégio Olympus como segunda colocada.

O Superintendente de Esportes, Junior Goiabeira, premiou as equipes campeãs com 200 reais e as segundas colocadas com 100 reais.

Trave com o parede ao fundo da mesma cor
Codó ganha mais uma praça esportiva. Isso é muito bom, porém, como Professor de Educação, não posso deixar de fazer minhas críticas construtivas, no que vi e não achei interessante:

- Nunca nos meus 43 anos de vida, vi em algum lugar do mundo, um trave como o deste ginásio:  uma bola chutada nos ângulos superiores não entra, pois o poste frontal com a base traseira vertical se encontram sem deixar a bola penetrar no gol. Além disso, a base traseira horizontal fica a uma distância mínima da linha de gol do trave, mal dando para a bola tranpô-la.
Trave mais esquisito que já vi

- Sendo o trave branco, a parede de fundo jamais poderia ser da mesma cor, pois prejudica a visão dos atletas.

- A tabela do basquete teria que ter uma borda pintada para facilitar a visão dos atletas. Além disso, o retâgulo de orienteção para "bandeja" deveria está na horizontal e não na vertical.
Tabela sem borda e com retângulo na posição errada

- A área de arremesso de três pontos do basquete ficou só no projeto.

- A linha tracejada dos 9 metros do handebol, não foi feita.

- A quadra não tem banco de reservas e nem local para os mesmos.

- Os vestiários são bons, tem até chuveiros elétricos (desnecessários) que poderiam ser substituídos por um um bom e útil bebedouro.
Chuveiros elétricos. Bem que podia ser um bebedouro

- O ginásio tem quatro entradas e nenhum portão, o que torna o ambiente proprício a uso de drogras no período noturno e da madrugada, quando a quadra não estiver em uso.
Ginásio com 4 entradas e nenhum portão
Não sou engenheiro, e nem pretenção de ser, mas estas falhas apontadas na entrega de um ginásio, podiam ser corrigidas com um simples acesso na internet, por qualquer responsável pela obra, pois garanto que até minha filha de 9 anos, acessando o "google," verificaria as imperfeições e apontaria soluções para corrigí-las.

Tirando tudo isso, o ginásio proporcionará um ambiente para a prática de esportes, para as aulas de educação física e eventos esportivos.

Fredson Ricardo - CREF 217/g-PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Poste aqui seu comentário sobre a matéria acima.