28/11/2016

I Campeonato de Jiu Jitsu Gracie Barra Codó foi um sucesso


Foi realizado durante o dia de ontem o “I Campeonato Interno de Jiu-Jitsu” promovido pela maior Academia de Jiu-Jitsu do país, a “Gracie Barra”, o evento contou com uma estrutura muito organizada e o empenho de todos que amam a “Arte Suave”.

Atletas de Pedreiras, Caxias, Teresina-PI e de Codó abrilhantaram o evento que foi disputado em 40 categorias, dentre elas a categoria mirim, com atletas de 10 a 12 anos, vários pais apoiaram seus pequenos atletas da arquibancada.
“Este é o primeiro de uma série de vários que realizaremos na cidade, o esporte está crescendo e é importante termos vários amantes desse esporte que trabalha o respeito, disciplina e o companheirismo” – enfatizou o Professor Edson Ferreira, o idealizador do evento.
Das arquibancadas, pais, amigos e companheiros de equipe torciam por seus atletas preferidos, um exemplo de que o esporte pode ser uma ferramenta para tirar os jovens de ociosidade e das drogas.
Fonte: Blog do Bezerra

27/11/2016

Codoense Patrícia faz o gol da vitória das Borboletas, no Piauiense Feminino de Futsal

Patrícia chutando para fazer gol no Piauiense 2016
Na tarde do último sábado, 26/11, a equipe caxiense Ajax/Borboletas, fez o seu terceiro jogo pelo Campeonato Piauiense de Futsal Adulto Feminino 2016. Desta vez o adversário foi a jovem equipe Teresina. A codoense Patrícia abriu o placar aos 8 minutos do segundo tempo e Clécia marcou o segundo gol, decretando a vitória da equipe caxiense por 2x0.

Devido à distância da capital maranhense e à pouca vontade da Federação Maranhense em ter os municípios participando do campeonato maranhense de futsal, nos naipes masculino e feminino, das categorias que vão do infantil ao adulto, que equipes como o Borboletas, da cidade de Caxias, está participando do campeonato piauiense.

Segundo o técnico do Borboletas, Gláucio Rodrigues, sua equipe está na 4º competição anual piauiense. Desta vez na categoria adulta. Tendo conseguindo um 3º lugar em 2015. "Apesar das dificuldades extra quadra, a equipe também enfrenta problemas para realizar treinamentos com seu elenco completo, tendo em vista que os treinos acontecem na parte da noite e muitas atletas são universitárias. Diante disto a diretoria foi em busca de reforços, trazendo as fixas Nágila e Giovana e as alas Patrícia e Josélia, ambas de Codó.

As atletas codoenses Nágila Mayrla e Giovana Andrade, tiveram toda a suas vidas de alunas e atletas no futsal e atletismo no Colégio Olympus de Codó e hoje defendem a equipe adulta do B-11, enquanto Patrícia Cabral sempre jogou pela Escola Clodomir Millet e hoje é atleta da equipe do Primavera e Josélia atua pelo River.

A equipe Caxiense estreou com derrota para o Parma (que tem a codoense Josilda), porém na sua segunda partida, fez um excelente jogo e venceu o IFPI por 2x1. "Numa jogada rápida, Bel driblou e chutou rasteiro, fazeendo 1x0 pro IFPI. O jogo continuou bastante disputado e no final do primeiro tempo, a atleta codoense Patrícia, acertou um chute indefensável, empatando o jogo. No segundo tempo as duas equipes diminuiram o rítmo, mas após um pedido de tempo, o Borboletas conseguiu melhorar a marcação e em um contra-ataque, Rossana fez um golaço por cobertura, dando a vitória de virada à equipe caxiense". Disse o técnico Gláucio.

O Borboletas volta a jogar pelo piauiense, já na segunda fase, no próximo final de semana, com adversário ainda não conhecido.

No futsal piauiense, a formanda em Educação Física, Josilda Oliveira, que teve sua fase de aluna atleta toda no Colégio Olympus, hoje é uma das atletas de futsal mais vezes campeãs no Piauí, pelo IFPI (Instituto Federal do Piauí).

Fredson Ricardo - CREF 217/g-PI

Hollanda Codó não vence o Maringá e fica em 5º na Liga Nacional de Handebol Masculino

Após conquistar de forma dramática a Conferência Nordeste da Liga Nacional de Handebol Masculino, a equipe codoense do Hollanda/GHC/Maurício de Nassau/Codó (MA), viajou para Maringá-PR, aonde na sexta-feira, (25) às 20 horas e no sábado 26/11, enfrentou o P. M. Maringá/Unimed/Unifamma (PR).

Os jogos foram disputados no Ginásio Francisco Bueno Neto (Chico Neto), com os seguintes árbitros: Rogério Aparecido Pinto (SP), Jesus Nilson Aires Menezes (SP) e Erivalto de Oliveira (PR).

Um dos técnicos do Hollanda, Márcio Esmero, destacou que nesta fase da Liga Nacional, as equipes recebem as passagens aéreas da CBHd (Confederação Brasileira de Handebol) e cotas da TV, das quais pagam as despesas de alimentação e hospedagem.

Mesmo com a experiência de seu técnico principal, Giuliano Ramos, que acabara de retornar de João Pessoa-PB, com o título de bicampeão dos Jogos Escolares da Juventude, categoria infanto (15 a 17 anos), com a equipe piauiense masculina do CAIC, quando recebeu o apelido de "Bernadinho" do Handebol, o time codoense do Hollanda/GHC/Maurício de Nassau não conseguiu passar para as semifinais da Liga Nacional, pois foi superado nas duas partidas pelo P.M Maringá/Unimed/Unifamma (PR) pelos placares de: 31-22 e 32-30.



Hollanda Codó em Maringá: mostrando a união do grupo na vitória e na derrota
Márcio Esmero, agradeceu o apoio do Prefeito Zito Rolim e do futuro Prefeito Francisco Nagib, como de todos os atletas e comissão técnica, além dos patrocinadores e os Professores, Giuliano e Genilson. Enfatizou ainda que realizou um sonho, que era o de levar o nome do handebol codoense pelo Brasil a fora. E prometeu que o seu projeto para 2017 continuará, com mais força ainda. Finalizou agradecendo a parceria com a Faculdade Maurício de Nassau, que fornecerá bolsas de estudos para os atletas do Hollanda, dando assim continuidade aos estudos e conciliando com o esporte, procurando formar cidadãos críticos e conscientes.

As semifinais e final da Liga Nacional Masculina serão nos dias 9, 10 e 11 de dezembro, no Ginásio Poliesportivo Adib Moysés Dib, em São Bernardo do Campo (SP), e terão transmissão da Band, Bandsports e SporTV.


Liga Nacional Masculina - Quartas de final


Sexta-feira (25)


Taubaté/FAB/Unitau (SP) 47 x 20 Remo/Handteam (PA)

Pinheiros (SP) 41 x 13 Maracanã (CE)
São Caetano (SP) 37 x 20 Adalberto Valle (AM)
P.M. Maringá/Unimed/Unifamma (PR) 31 x 22 Hollanda/GHC/Codó (MA)

Sábado (26)


Taubaté/FAB/Unitau (SP) 33 x 21 Remo/Handteam (PA)

Pinheiros (SP) 39 x 18 Maracanã (CE)
São Caetano (SP) 31 x 20 Adalberto Valle (AM)
P.M. Maringá/Unimed/Unifamma (PR) 32 x 30 Hollanda/GHC/Codó (MA)

Fredson Ricardo - CREF 217/g-PI

23/11/2016

Hollanda Codó viajará para Maringá pra disputar as quartas de finais da Liga Nacional de Handebol

Hollanda Codó, na expectativa de viajar para Maringá-PR
Após conquistar de forma dramática a Conferência Nordeste da Liga Nacional de Handebol Masculino, a equipe codoense do Hollanda/GHC/Maurício de Nassau/Codó (MA), está de malas prontas para Maringá-PR, aonde na sexta-feira, (25) às 20 horas e no sábado 26/11, enfrentaará o P. M. Maringá/Unimed/Unifamma (PR).

Os jogos serão disputados no Ginásio Francisco Bueno Neto (Chico Neto) e terão os seguintes árbitros: Rogério Aparecido Pinto (SP), Jesus Nilson Aires Menezes (SP) e Erivalto de Oliveira (PR).

Segundo um dos técnicos do Hollanda, Márcio Esmero, nesta fase da Liga Nacional, as equipes recebem as passagens aéreas da CBHd (Confederação Brasileira de Handebol) e cotas da TV, das quais pagam as despesas de alimentação e hospedagem.

"A expectativa é muito boa, pois já vimos a equipe de Maringá jogando pela Copa do Brasil no ano passado. É uma equipe forte fisicamente. Vamos tentar impor uma forte defesa com um handebol com  muita velocidade para equilibrar o jogo". Disse Márcio.

O Hollanda ainda conta com a experiência de seu técnico principal, Giuliano Ramos, que acaba de retornar de João Pessoa-PB, com o título de bicampeão dos Jogos Escolares da Juventude, categoria infanto (15 a 17 anos), com a equipe piauiense masculina do CAIC. Em João Pessoa, Giuliano recebeu o apelido de "Bernadinho" do Handebol.

Os jogos serão transmitidos pelo canal Band Sports. Todos os jogos de ida das quartas de finais acontecerão nos dia 25 e  os de volta no dia 26. Veja abaixo os confrontos:

- Taubaté x Remo
- Pinheiros x Maracanã
- São Caetano x Adalberto Valle
- Maringá x Hollanda


Fredson Ricardo - CREF 217/g-PI

22/11/2016

Colégio Olympus representará o Maranhão em Festival de Ginástica Rítmica em Teresina

Após receber o convite, a equipe de Ballet e Ginástica Rítmica do Colégio Olympus de Codó, participou no ano de 2015, pela primeira vez na capital piauiense do "III Festival de Ginástica Rítmica", promovido pela Federação de Ginástica do Piauí (FEGINPI).


Ballet e Ginástica Rítmica em apresentação no IFPI em 2016

A equipe codoense foi representada pelas alunas: Nayra, Amanda, Dinorá, Samara, Bruna, Ana Clara, Laysa, Aline, Vitória e Kayle. O Festival foi realizado no Colégio Diocesano, com a participação de sete escolas de Teresina e uma de Codó. Veja o link da chamada do Festival no Globo Esporte Piauí: Teresina realiza III Festival de Ginástica Rítmica.
Apresentação em Teresina 2015

Agora em 2016, novamente A FEGINPI convida o Colégio Olympus para participar do "V Festival de Ginástica Rítmica do Piauí", que será realizado no dia 03 de dezembro, no ginásio do Instituto Federal do Piauí.


Ginástica Rítmica do Colégio Olympus em Teresina 2015

O grupo codoense que é comandado pelo bailarino e nutricionista Eduardo Araújo e pela diretora e professora de GR do Colégio Olympus, Jairlene Ferreira, treina a modalidade 03 vezes por semana na referida escola.


Aluna do Olympus: Laysa, demonstrando sua flexibilidade

Com 15 anos de tradição em apresentações na cidade de Codó, o Ballet e GR do Colégio Olympus, sempre está se renovando, pois as alunas começam a praticá-los ainda na educação infantil e seguem até o ensino médio, quando se despedem da modalidade para ingressarem nas faculdades do nosso Brasil.


Aluna Olympus: Dinorá, demosntrando sua flexibilidade

Segundo os Professores, Eduardo e Jairlene, a expectativa de participação é a melhor possível, e as alunas estão ansiosas para mostrarem suas coreografias.


Aluna Olympus: Amanda, demonstrando sua graciosidade

"Em 2017 o Colégio Olympus estará inaugurando sua sala climatizada de Ballet e GR, que dará mais conforto e comodidade às alunas e professores. As matrículas para as poucas vagas restantes estão abertas e podem ser feitas na própria escola". Disse a Professora Jairlene.


Fredson Ricardo - CREF 217/g-PI

21/11/2016

Codoense é Campeão Baiano sub 17 de Futebol

Daniel comemorando o título baiano 2016
O codoense Daniel Ramos, sagrou-se no último sábado (19), Campeão Baiano de Futebol Sub 17. Daniel surgiu em competições locais, no Intercolegial Olympus Mirim em 2011, jogando um futsal de muita força e extrema habilidade, na equipe da Escola Estêvan Ângelo, treinado pelo Instrutor Régis. Em seguida foi campeão codoense infantil e medalha de bronze nos JEM´s (Jogos Escolares Maranhenses) pela mesma escola e com o mesmo técnico.

Desde o início conciliou o futsal com os treinamentos na Escolinha de Futebol do Arizinho (hoje Escola Marcos Pimentel).

Na categoria infanto, jogou futsal pelo Matta Roma e este ano pelo Colégio Olympus, quando sagrou-se vice-campeão codoense e Regional, e não foi disputar os JEM´s pelo fato de ter assinado contrato com o futebol do Bahia.

No futebol, além de treinar na Escolinha Marcos Pimentel, passou uma temporada no Internacional de Porto Alegre-RS, depois retornou a Codó, quando atuou pelo Codó Esporte Clube, na Copa Codó de Futebol de Base 2016, que foi vencida pelo Santa Cruz, e logo em seguida foi para o Bahia, onde atua como lateral esquerdo.

Fredson Ricardo - CREF 217/g-PI

20/11/2016

Atletas codoenses de futsal, jogam por Caxias e vencem no campeonato piauiense 2016

Codoense Patrícia, chutando e fazendo o gol de empate do Borboletas
Devido à distância da capital maranhense e à pouca vontade da Federação Maranhense em ter os municípios participando do campeonato maranhense de futsal, nos naipes masculino e feminino, das categorias que vão do infantil ao adulto, que equipes como o Borboletas, da cidade de Caxias, está participando do campeonato piauiense.

Segundo o técnico do Borboletas, Gláucio Rodrigues, sua equipe está na 4º competição anual piauiense. Desta vez na categoria adulta. Tendo conseguindo um 3º lugar em 2015. "Apesar das dificuldades extra quadra, a equipe também enfrenta problemas para realizar treinamentos com seu elenco completo, tendo em vista que os treinos acontecem na parte da noite e muitas atletas são universitárias. Diante disto a diretoria foi em busca de reforços, trazendo as fixas Nágila e Giovana e as alas Patrícia e Josélia, ambas de Codó.

As atletas codoenses Nágila Mayrla e Giovana Andrade, tiveram toda a suas vidas de alunas e atletas no futsal e atletismo no Colégio Olympus de Codó e hoje defendem a equipe adulta do B-11, enquanto Patrícia Cabral sempre jogou pela Escola Clodomir Millet e hoje é atleta da equipe do Primavera e Josélia atua pelo River.

A equipe Caxiense estreou com derrota para o Parma (que tem a codoense Josilda), mas ontem, fez um excelente jogo e venceu o IFPI por 2x1. "Numa jogada ráapida, Bel driblou e chutou rasteiro, fazeendo 1x0 pro IFPI. O jogo continuou bastante disputado e no final do primeiro tempo, a atleta codoense Patrícia, acertou um chute indefensável, empatando o jogo. No segundo tempo as duas equipes diminuiram o rítmo, mas após um pedido de tempo, o Borboletas conseguiu melhorar a marcação e em um contra-ataque, Rossana fez um golaço por cobertura, dando a vitória de virada à equipe caxiense". Disse o técnico Gláucio.

O Borboletas volta a jogar pelo piauiense no próximo final de semana, quando decidirá a classificação para a segunda fase contrao Teresina.

No futsal piauiense, a formanda em Educação Física, Josilda Oliveira, que teve sua fase de aluna atleta toda no Colégio Olympus, hoje é uma das atletas de futsal mais vezes campeãs no Piauí, pelo IFPI (Instituto Federal do Piauí).

Fredson Ricardo - CREF 217/g-PI

19/11/2016

XXV Jogos Irmã Flávia 2016 já tem seus campeões

Como já tinha realizado em setembro a Copa Estudantil, a Escola Santa Filomena voltou a organizar os tradicionais Jogos Intercolegiais Irmã Flávia, que estão na sua XXV edição, já que o último ano que foi realizado foi em 2014. 
Colégio Olympus: campeão geral dos XXV Jogos Intercolegiais Irmã Flávia 2016

Esta edição aconteceu no período de 14 a 17 de novembro, pelos Professores de Educação Física: Antonio Carlos e Paulo Guedelha, nas modalidades: futsal masculino e handebol feminino, nas categorias: pré-mirim (08 a 10 anos), mirim (11 a 12 anos) e infantil (13 a 14 anos), além do voleibol infantil feminino.

A comissão organizadora premiou as equipes campeãs e vices com troféus. Veja abaixo a classificação das equipes.

FUTSAL INFANTIL MASCULINO

Campeão: Santa Filomena
Vice: Colégio Olympus

FUTSAL MIRIM MASCULINO

Campeão: Mundo do Conhecimento
Vice: Colégio Olympus

FUTSAL PRÉ MIRIM MASCULINO

Campeão: Colégio Olympus
Vice: Cristo Rei

HANDEBOL INFANTIL FEMININO

Campeão: Santa Filomena
Vice: Colégio Olympus

HANDEBOL MIRIM FEMININO

Campeão: Santa Filomena
Vice: Colégio Olympus

HANDEBOL PRÉ MIRIM FEMININO

Campeão: Colégio Olympus
Vice: Santa Filomena

VOLEIBOL INFANTIL FEMININO

Campeão: Colégio Olympus
Vice: Mundo do Conhecimento

A classificação por escola ficou da seguinte forma:

1º lugar: Colégio Olympus, com 3 troféus de ouro e 4 de prata
2º lugar: Santa Filomena, com 3 troféus de ouro e 1 de prata
3º lugar: Mundo do Conhecimento, com 1 troféu de ouro e 1 de prata
4º lugar: Colégio Cristo Rei, com 1 troféu de prata

Fredson Ricardo - CREF 217/g-PI

18/11/2016

III Copa Vereda de Futsal Masculino 2016: Engemar vira jogo e conquista o título

Engemar: Campeão da III Copa Vereda 2016
Foi um jogão! Bocaiúva e Engemar  entraram em quadra sem medo de buscar o títulos da III Copa Vereda de Futsal 2016.

O time do Engemar teve mais chances de vencer o primeiro tempo, mas com seis defesas dificílimas, o goleiro Christiano não deixou a bola entrar. E em dois contra-ataques, o Bocaiúva terminou o primeiro tempo vencendo por 2x0.

No segundo tempo o Bocaiúva entrou na "pilha" da torcida e começou a fazer muitas faltas. Já o Engemar voltou pro jogo muito concentrado e acreditando que poderia reverter o placar. E foi isso que aconteceu, pois conseguiram empatar o jogo em 2x2, fazendo com que as duas torcidas duelassem nas arquibancadas. Em seguida o Bocaiúva voltou a ficar a frente no placar, fazendo 3x2. Porém a equipe da Engemar não se abalou e continuou buscando o gol, e conseguiu empatar e virar o jogo para 4x3, conquistando mais um título para sua coleção.
Engemar: comemorando o título 

Disputei minha última competição como atleta de futsal em 2008, assistindo hoje esta final, observei que faltou ao Bocaiúva o que sobrava na equipe que eu jogava e posteriormente treinava, o Olympus, que sempre que estava ganhando um jogo, concentrava-se na partida e defendia com todos os 5 jogadores. Enquanto o Engemar fez como o Olympus sempre fazia quando estava perdendo, concentrava-se, fazendo com que cada atleta e doasse pelo companheiro, buscando o gol sem abandonar o sistema defensivo. "Flash back".

Engemar e Bocaiúva disputaram a final do Campeonato Codoense 2015 e lá o Bocaiúva também fez 2x0, mas o Engemar virou para 4x2 e também foi campeão.

O Evento foi realizado na quadra coberta do Conjunto Cohab, organizado pela "Associação Vereda" e iniciou com 12 equipes, divididas em dois grupos, classificando-se as duas primeiras de cada grupo para as semifinais.

A arbitragem foi dirigida pela base codoense da FEFUSMA (Federação de Futsal do Maranhão).
Base codoense de árbitros da FEFUSMA

Fredson Ricardo - CREF 217/g-PI



17/11/2016

III Copa Vereda de Futsal 2016: Bocaiúva e Engemar, quem será o campeão?

Após o término da IV Copa Vereda de Futsal Feminino 2016, a III Copa Vereda de Futsal Masculino chega à sua grande final.

Bocaiúva e Engemar farão a grande final da III Copa Vereda de Futsal

Na noite de segunda, 14/11, foi relizada a primeira semifinal, entre Bocaiúva e Atlético Codoense. Foi um jogo eletrizante, com as equipes de alternando no placar. Ao final dos 40 minutos a partida terminou empatada em 7 a 7, porém nos pênaltys prevaleceu a experiência do Bocaiúva, que venceu por 3 a 2, conquistando assim a vaga para a grande final.

A segunda semifinal aconteceu em 15/11, entre Engemar e Real Codó. A partida foi bem equilibrada, com as equipes utilizando a velocidade e chutes de média distante. As equipes se alternaram o placar, mas no final a Engemar venceu por 4x3 e conquistou a vaga para mais uma final.

O Evento está sendo realizado na quadra coberta do Conjunto Cohab, organizado pela "Associação Vereda" e iniciou com 12 equipes, divididas em dois grupos, classificando-se as duas primeiras de cada grupo para as semifinais.

A arbitragem está sendo dirigida pela base codoense da FEFUSMA (Federação de Futsal do Maranhão).

A grande final será realizada na sexta, 18/11, às 20 horas, entre Bocaiúva e Engemar.

Fredson Ricardo - CREF 217/g-PI

15/11/2016

III Copa Vereda de Futsal Masculino 2016: Bocaiúva passa para a final e aguarda Engemar ou Real Codó

Bocaiúva vence nos pênaltys e conquista vaga na final da III Copa Vereda de Futsal 2016

Após o término da IV Copa Vereda de Futsal Feminino 2016, a III Copa Vereda de Futsal Masculino chega à sua reta final.


Na noite de ontem, 14/11, foi relizada a primeira semifinal, entre Bocaiúva e Atlético Codoense. Foi um jogo eletrizante, com as equipes de alternando no placar. Ao final dos 40 minutos a partida terminou empatada em 7 a 7, porém nos pênaltys prevaleceu a experiência do Bocaiúva, que venceu por 3 a 2, conquistando assim a vaga para a grande final.

Hoje, às 20 horas, acontecerá a outra semifinal, entre Engemar e Real Codó.

O Evento está sendo realizado na quadra coberta do Conjunto Cohab, organizado pela "Associação Vereda" e iniciou com 12 equipes, divididas em dois grupos, classificando-se as duas primeiras de cada grupo para as semifinais.

A arbitragem está sendo dirigida pela base codoense da FEFUSMA (Federação de Futsal do Maranhão).

Àrbitros: Brahma e Jackson e anotadora Artenisa
A grande final será realizada na sexta, 18/11, às 20 horas, entre Bocaiúva e o vencedor do jogo de hoje a noite.

Fredson Ricardo - CREF 217/g-PI

14/11/2016

Codoenses conquistam medalhas nos Jogos Escolares da Juventude

atletismo
Codoense Igor Mota comemorando o ouro do revezamento maranhense
Mesmo sem o apoio do Poder Público Municipal local para treinamentos, acompanhamento médico, psicológico e de demais especialistas na área esportiva, os atletas codoenses: Domingos Renilson que mora no Km 17 e estuda na Escola Colares Moreira conquistou a medalha de Prata nos Jogos Escolares da Juventude na modalidade ciclismo que teve seu encerramento neste domingo na categoria infanto em João Pessoa – PB.
Renilson - o primeiro daa esquerda para direita, conquista prata nos JEJ

Renilson, foi aquele atleta que teve de viajar às pressas após haver um desentendimento entre a organização dos JEMs e o Chefe da Delegação de Codó no que tange aos dias de competição de cada modalidade, Lenilson viajou em um ônibus de linha, pois nem um carro para levar o atleta até a capital não foi arrumado.

Outro destaque codoense em João Pessoa foi o atleta Igor Silva Mota do colégio Matta Roma. Igor disputou a prova do Revezamento Medley, participando de uma seleção composta por atletas de São Luis e Timon, onde acabaram conquistando a medalha de ouro.

O apoio dado pela prefeitura municipal ainda é pouco, muitas das grande promessas do esporte ficam encubadas nas escolas ou fora delas por falta de uma política esportiva voltada para os jovens.

A maioria das escolas não possuem espaços para as práticas iniciação esportiva ou outro trabalho de base ou formação de atletas, ficando todos limitados à participação dos Jogos Escolares Codoenses que é realizado em vinte dias do ano. O apoio que a prefeitura diz dar é a realização de uma única competição escolar e o deslocamento para a capital, como disse é pouco.

O novo prefeito eleito, Francisco Nagib disse em campanha que construiria um Centro de Formação Olímpica, isso não é um sonho e sim uma realidade, o próprio Ministério dos Esportes financia projetos desta natureza. Nagib precisa criar de forma urgente de um programa denominado de “Bolsa Atleta” para dar o suporte básico para as promessas olímpicas e isso não pode ser visto como um gasto e sim como investimento. Com a Bolsa, os atletas de alto rendimento poderão comprar seus próprios materiais esportivos e melhoras a sua alimentação.

Para isso se tornar realidade, o novo Secretário Municipal de Esportes precisa ser mais que boleiro ( aquela pessoa que se limita em pensar só em futebol), precisamos fomentar a prática esportiva nas escolas, para que grandes nomes sejam revelados, até porque passaremos um bom tempo sem um representante Olímpico com a aposentadoria de José Carlos Moreira, não há ainda um nome que possa substituí-lo.
Fonte: Blog do Bezerra

13/11/2016

Hollanda/GHC/Maurício de Nassau/Codó(MA) é campeão da Conferência Nordeste da Liga Nacional de Handebol Masculino

Troféu de Campeão da Conferência Nordeste da Liga Nacional de Handebol Masculino
O Hollanda/GHC/Maurício de Nassau/Codó (MA)  e o Handebol Maracanã (CE) conquistaram as duas vagas da Conferência Nordeste para as quartas de final da Liga Nacional Masculina de Handebol. Na etapa final da região, disputada este fim de semana em Codó (MA), os donos da casa foram os primeiros colocados e os cearenses os segundos. A terceira colocação ficou com o Português/AESO (PE) e a quarta com o Grêmio (BA), porém, estas duas não se classificam. 

A última rodada, realizada neste domingo (12), definiria as posições e foi digna de grandes finais. Primeiro, o Maracanã (CE) teve trabalho para passar pelo Grêmio (BA), mas conseguiu fechar o placar em 23 a 21 (13 a 12 no primeiro tempo), com artilharia de Wallison Silva, com oito gols. 

Na sequência, Hollanda/GHC/Maurício de Nassau/Codó (MA) e Português/AESO (PE) fizeram um jogo equilibrado do início ao fim e o placar demonstrou toda essa igualdade, terminando empatado em 25 gols. Romário Dias, de Codó, e João Paulo Souza, do Português, dividiram artilharia com oito gols cada. 

O técnico de Codó, Giuliano Ramos, comemorou a classificação, após uma disputa tão acirrada. "Empatamos o jogo em 25 a 25 e conseguimos a classificação em primeiro lugar do grupo. Foi uma partida muito boa, com equilíbrio do início ao fim, como eu já tinha previsto. Conquistamos nosso objetivo. É muito gratificante. Estou muito feliz. É um prêmio para o nosso trabalho de base. Uma equipe que veio da escolinha há poucos anos. Estou satisfeito com a realização desse grande trabalho. Agradeço a todos os envolvidos. Foi uma imensa conquista", resumiu. 

Hollanda/GHC/Maurício de Nassau/Codó (MA) - Classificado para as quartas de final da Liga Nacional
Márcio Esmero, também da equipe de Codó (MA), comentou sobre o jogo duríssimo que decidiu os classificados para a próxima etapa. "Foi um jogo muito duro, como já era de se esperar, com o Português, que tem muita tradição no Nordeste, com um forte handebol e o trabalho que eles desempenham. Mas, conseguimos impor a velocidade e o jogo que planejamos. Durante todo o tempo, foi uma partida muito equilibrada, além de ser um jogo nervoso porque haviam três equipes na disputa da classificação. Por isso, cada gol valia muito. Conseguimos a classificação na primeira vez que disputamos a Liga Nacional, que este ano veio com um novo formato. Conseguimos ficar entre os melhores do País. Ficamos muito felizes em poder contribuir com o desenvolvimento da região leste do Maranhão e também do Piaui. Esperamos cada dia nos fortalecer mais, com nosso empenho, com a dedicação da equipe, e que nós possamos alçar cada vez mais a voos mais altos." 

Tabela 
*Horário local 

Sexta-feira (11)
Português/AESO (PE) 28 x 30 Handebol Maracanã (CE)
Hollanda/GHC/Maurício de Nassau/Codó (MA) 38 x 30 Grêmio (BA)

Sábado (12)
Português/AESO (PE) 23 x 22 Grêmio (BA) 
Hollanda/GHC/Maurício de Nassau/Codó (MA) 28 x 25 Handebol Maracanã (CE) 

Domingo (13)
Handebol Maracanã (CE) 23 x 21 Grêmio (BA)
Hollanda/GHC/Maurício de Nassau/Codó (MA) 25 x 25 Português/AESO (PE)

O Ginásio Carlos Fernando, situado na nossa querida Codó, está constantemente sendo palco de grandes eventos nacionais de handebol. Este ano já foi realizado o Campeonato Brasileiro Junior Masculino, a Etapa da Região dos Cocais do Campeonato Maranhense, e a Conferência Nordeste Masculino e Feminino.

Desde sexta-feira (11), quatro equipes de handebol masculino da região Nordeste viveram momentos decisivos. Português/AESO (PE), Grêmio (BA), Hollanda/GHC/Maurício de Nassau/Codó(MA) e Handebol Maracanã (CE) disputaram a fase final da Conferência Nordeste da Liga Nacional, no ginásio poliesportivo Carlos Fernando, em Codó (MA). Os dois primeiros colocados se classificam para as quartas de final. Na fase nacional irão enfrentar os adversários das Conferências Norte e Sul/Sudeste/Centro. 

Fonte: Confederação Brasileira de Handebol

Atletas codoenses de futsal disputarão o campeonato piauiense

Borboletas Futsal de Caxias contratam codoenses para disputar o piauiense


Devido à distância da capital maranhense e à pouca vontade da Federação Maranhense em ter os municípios participando do campeonato maranhense de futsal, nos naipes masculino e feminino, das categorias que vão do infantil ao adulto, que equipes como o Borboletas, da cidade de Caxias, está participando do campeonato piauiense.

Segundo o técnico do Borboletas, Gláucio Rodrigues, sua equipe vai para a 4º na competição anual piauiense. Desta vez na categoria adulta. Tendo conseguindo um 3º lugar em 2015. "Apesar das dificuldades extra quadra, a equipe também enfrenta problemas para realizar treinamentos com seu elenco completo, tendo em vista que os treinos acontecem na parte da noite e muitas atletas são universitárias. Diante disto a diretoria foi em busca de reforços, trazendo as fixas Nágila e Giovana e a ala Patrícia, ambas de Codó. O primeiro confronto acontece as 10:00 deste domingo, 13/11, no Ginasio IFPI central em Teresina-PI, contra a equipe do Parma".


As atletas codoenses Nágila Mayrla e Giovana Andrade, tiveram toda a suas vidas de alunas e atletas no futsal e atletismo no Colégio Olympus de Codó e hoje defendem a equipe adulta do B-11, enquanto Patrícia Cabral sempre jogou pela Escola Clodomir Millet e hoje é atleta da equipe do Primavera.

No futsal piauiense, a formanda em Educação Física, Josilda Oliveira, que teve sua fase de aluna atleta toda no Colégio Olympus, hoje é uma das atletas de futsal mais vezes campeãs no Piauí, pelo IFPI (Instituto Federal do Piauí).

Fredson Ricardo - CREF 217/g-PI

12/11/2016

Hollanda/Codó (MA) assume liderança da fase final Nordeste da Liga Nacional de Handebol Masculino

(Foto: Márcio Esmero) Hollanda/Codó assume a lideraança da Liga Nacional
O Hollanda/GHC/Maurício de Nassau/Codó (MA) garantiu a liderança da etapa decisiva da Conferência Nordeste da Liga Nacional Masculina de Handebol. Neste sábado (12), a equipe conquistou a segunda vitória na fase, que está sendo disputada no ginásio poliesportivo Carlos Fernando, em Codó (MA). O adversário foi o Handebol Maracanã (CE), que soma dois pontos, assim como o Português/AESO (PE). A etapa classifica duas equipes para as quartas de final da fase nacional. 

Codó (MA) e Maracanã (CE) brigavam pela ponta da tabela e fizeram um grande jogo, bastante equilibrado, mas os donos da casa souberam levar a vantagem até o fim da partida. O placar terminou 28 a 25 (16 a 9 no primeiro tempo). 

"Foi um jogo equilibrado. No primeiro tempo vencemos por oito gols, garantimos uma larga vantagem, mas no segundo não entramos bem. Eles ganharam no segundo tempo e o placar final foi 28 a 25. Foi a segunda vitória e demos um grande passo. A expectativa pra amanhã é a melhor possível. Vamos nos concentrar, estudar os erros, tentar melhorar para conquistar outra vitória e classificar nossa classificação em primeiro lugar do grupo", comentou o técnico de Codó (MA), Giuliano Ramos. 

Na partida anterior, o Português/AESO (PE) garantiu o primeiro resultado positivo, vencendo o Grêmio (BA), por 23 a 22 (9 a 11). João Paulo, do time pernambucano, foi o destaque,maçom oito gols. 

Tabela 
*Horário local 

Sexta-feira (11)
Português/AESO (PE) 28 x 30 Handebol Maracanã (CE)
Hollanda/GHC/Maurício de Nassau/Codó (MA) 38 x 30 Grêmio (BA)

Sábado (12)
Português/AESO (PE) 23 x 22 Grêmio (BA) 
Hollanda/GHC/Maurício de Nassau/Codó (MA) 28 x 25 Handebol Maracanã (CE) 

Domingo (13)
9h30a - Handebol Maracanã (CE) x Grêmio (BA)
11h - Hollanda/GHC/Maurício de Nassau/Codó (MA) x Português/AESO (PE)

O Ginásio Carlos Fernando, situado na nossa querida Codó, está constantemente sendo palco de grandes eventos nacionais de handebol. Este ano já foi realizado o Campeonato Brasileiro Junior Masculino, a Etapa da Região dos Cocais do Campeonato Maranhense, e a Conferência Nordeste Masculino e Feminino.

Desde sexta-feira (11), quatro equipes de handebol masculino da região Nordeste estão vivendo momentos decisivos. Português/AESO (PE), Grêmio (BA), Hollanda/GHC/Maurício de Nassau/Codó(MA) e Handebol Maracanã (CE) disputam a fase final da Conferência Nordeste da Liga Nacional, no ginásio poliesportivo Carlos Fernando, em Codó (MA). Os dois primeiros colocados se classificam para as quartas de final. Na fase nacional irão enfrentar os adversários das Conferências Norte e Sul/Sudeste/Centro. 

Os quatro times chegaram até aqui por serem os melhores da primeira etapa da região em suas respectivas chaves. Todos disputam o campeonato pela primeira vez e veem como uma grande oportunidade essa classificação para a próxima fase, principalmente por poderem fazer um intercâmbio com os times das outras Conferências.

Fonte: Confederação Brasileira de Handebol

Hollanda Codó estreia com vitória na fase final Nordeste da Liga de Handebol Masculino

O Ginásio Carlos Fernando, situado na nossa querida Codó, está constantemente sendo palco de grandes eventos nacionais de handebol. Este ano já foi realizado o Campeonato Brasileiro Junior Masculino, a Etapa da Região dos Cocais do Campeonato Maranhense, e a Conferência Nordeste Masculino e Feminino.

Desde ontem, sexta-feira (11) até domingo (13), quatro equipes de handebol masculino da região Nordeste irão viver momentos decisivos. Português/AESO (PE), Grêmio (BA), Hollanda/GHC/Maurício de Nassau/Codó(MA) e Handebol Maracanã (CE) disputam a fase final da Conferência Nordeste da Liga Nacional, no ginásio poliesportivo Carlos Fernando, em Codó (MA). Os dois primeiros colocados se classificam para as quartas de final. Na fase nacional irão enfrentar os adversários das Conferências Norte e Sul/Sudeste/Centro. 

Os quatro times chegaram até aqui por serem os melhores da primeira etapa da região em suas respectivas chaves. Todos disputam o campeonato pela primeira vez e veem como uma grande oportunidade essa classificação para a próxima fase, principalmente por poderem fazer um intercâmbio com os times das outras Conferências.

Jogos de ontem

Handebol Maracanã (CE) e Hollanda/GHC/Maurício de Nassau/Codó (MA) saíram na frente na disputa da fase final da Conferência Nordeste da Liga Nacional Masculina de Handebol. Nesta sexta-feira (11), as duas equipes venceram os duelos da primeira rodada. A etapa, que classifica dois times para as quartas de final nacional do campeonato, está sendo disputada no ginásio poliesportivo Carlos Fernando, em Codó (MA). 

Primeiro, o time cearense passou pelo Português/AESO (PE) após um duelo bastante disputado. O placar final foi 30 a 28 (12 a 14 no primeiro tempo). João Paulo, do Português, fez nove gols e foi o destaque do jogo. Já na segunda partida da noite, os donos da casa tiveram um pouco mais de tranquilidade e fecharam o marcador em 38 a 30 (21 a 16). Euzébio Silva, de Codó, e Wallison Silva, do Grêmio, foram os artilheiros com dez gols cada. 
(Foto: Jeferson Abreu) Hollanda/GHC/Maurício de Nassau/Codó (MA)

O técnico do Hollanda/GHC/Maurício de Nassau/Codó (MA), Giuliano Ramos, disse que a equipe soube se superar durante o confronto. "Inicialmente o jogo foi parelho no primeiro tempo. Jogamos de igual para igual, foi bastante equilibrado. Conseguimos fazer a troca para os meninos que estavam mais descansados e já acostumados com o ambiente e com o clima, e pudemos abrir uma vantagem de cinco gols. No segundo tempo, a diferença diminuiu para um gol, mas mantivemos a velocidade, que é nosso ponto forte. Abrimos o placar e seguramos até o final, saindo já com a primeira vitória", analisou. 

A competição segue neste sábado (12), com mais duas partidas. Às 15h30, Português/AESO (PE) e Grêmio (BA) abrem a disputa e, às 17h, o Hollanda/GHC/Maurício de Nassau/Codó (MA) enfrenta o Handebol Maracanã (CE). Os jogos vão até o domingo (13). 

Tabela 
*Horário local 

Sexta-feira (11)
Português/AESO (PE) 28 x 30 Handebol Maracanã (CE)
Hollanda/GHC/Maurício de Nassau/Codó (MA) 38 x 30 Grêmio (BA)

Sábado (12)
15h30 - Português/AESO (PE) x Grêmio (BA) 
17h - Hollanda/GHC/Maurício de Nassau/Codó (MA) x Handebol Maracanã (CE) 

Domingo (13)
9h30a - Handebol Maracanã (CE) x Grêmio (BA)
11h - Hollanda/GHC/Maurício de Nassau/Codó (MA) x Português/AESO (PE)

Fonte: Confederação Brasilleira de Handebol